Publicação das Novas Regras de Competição da BISFed

Thursday, 26 January 2017

Escrito por Marta Mascarenhas

Foi ontem finalmente publicada a nova versão das Regras de Competição de Boccia pela Federação Internacional da Modalidade - BISFed. Estas regras terão aplicação imediata em todas as provas internacionais que decorram a partir deste momento. As principais alterações resultam, de acordo com a BISFed, da necessidade de procurar dar resposta às várias sugestões dos seus Membros, da revisão de procedimentos para testar as bolas de boccia em competição e, por último, proceder a alterações editoriais que dessem resposta às inconsistências, duplicação de conteúdos ou falta de clareza quanto ao propósito da regra.

No que se refere às provas nacionais, estas regras deverão igualmente começar já a serem aplicadas, pelo que as provas individuais da modalidade implementarão já estas regras reformuladas.

Encontra-se, em anexo, a versão original das regras, em inglês, estando estas igualmente disponíveis no Site da BISFed

Proceder-se-á à tradução integral das mesmas, que será disponibilizada assim que possível, ainda que, em caso de dúvida, prevaleça sempre a versão original das regras, tal como foi publicada pela BISFed.

Não obstante, adiantamos, de acordo com o Site da BISFed, uma súmula das principais alterações efetuadas, a saber:

  • As regras estão escritas por ordem cronológica;
  • Fotografia – está abrangida no preâmbulo;
  • As definições foram clarificadas;
  • Competição de Pares e Equipas:
    • Só serão permitidos Descontos de Tempo por razões Médicas ou Técnicas;
    • Os Treinadores poderão devolver as bolas aos atletas na competição colectiva;
    • Período máximo de 1 minuto entre parciais (para todas as divisões
  • Foram agrupadas as regras referentes aos Assistentes Desportivos;
  • Luvas, talas, etc., têm de ser aprovadas pelos Classificadores e declaradas na Verificação de Equipamento;
  • Ajuste nas dimensões da fita (das casas de lançamento) para permitir fita de 1,90 cm a 2,54 cm;
  • Teste das Bolas: O ‘Drop test’ é substituído por um ‘Roll Test’;
  • Não são permitidos níveis para as calhas;
  • Não há restrições quanto ao comprimento de ponteiros;
  • As calhas devem ser movidas após entrega da bola-alvo;
    • Não é necessário mover a calha entre outros lançamentos;
  • Apenas para os atletas BC3 não existe restrição quanto à altura do assento;
  • Aplicação de faltas a todas as violações, incluindo quando a bola-alvo é lançada;
  • Não há falta para festejos no final do jogo ou lançamentos de penalização;
  • Os atletas que apenas consigam apoiar-se no abdómen podem participar desde que aprovados pela Classificação;
  • Bolas equidistantes: quem faz o empate, lança 1º;
  • AS bolas lançadas ao mesmo tempo são retiradas;
  • Os atletas NÃO podem entrar nas casas de lançamento dos adversários para preparar o seu lançamento;
  • NÃO podem passar por trás das casas de lançamento;
  • Os atletas BC3 podem utilizar este corredor para entrar na zona de jogo (as outras classes entram no campo pela frente);
  • Os atletas TÊM de reorientar a calha quanto eles ou os seus companheiros de equipa regressam da zona de jogo;
  • Os companheiros de equipa devem estar na sua própria casa de lançamento quando o atleta lança a bola;
  • Bolas de penalização -  uma bola de penalização lançada para uma nova caixa-alvo à volta da cruz
  • Um cartão vermelho equivale a desqualificação imediata;
  • Equipamentos de comunicação são permitidos na Câmara de Chamada. Se necessários em campo, devem ser aprovados na verificação de equipamento.
  • Apêndices:
    • Sinal para bolas equidistantes nos gestos dos Árbitros;
    • Atualização da disposição do campo.